Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
INTERCÂMBIO

Aprovado na seleção do programa Brafitec, aluno do Câmpus Goiânia embarca em setembro para França

Criado: Quinta, 15 de Agosto de 2019, 14h13 | Última atualização em Segunda, 19 de Agosto de 2019, 10h33

Estudante fará parte da sua graduação em Engenharia Mecânica na Escola Superior de Engenharia Sigma Clermont

Estudante terá oportunidade de fazer até dois anos da graduação em Engenharia Mecânica em instituição francesa
Estudante terá oportunidade de fazer até dois anos da graduação em Engenharia Mecânica em instituição francesa

A partir de setembro, o estudante de Engenharia Mecânica do Câmpus Goiânia do Instituto Federal de Goiás (IFG), Dener Barbosa de Queiroz, vai ter a oportunidade de fazer parte da sua graduação na Escola Superior de Engenharia Sigma Clermont, em Clermont-Ferrand, na França. A oportunidade veio após sua aprovação na seleção do Programa Franco-Brasileiro de Engenharia para o desenvolvimento sustentável (Brafitec) que proporciona intercâmbio de estudantes de graduação visando desenvolvimento de projetos multidisciplinares. O IFG é uma das instituições que participa do convênio que envolve também o Instituto Federal Sul Rio-Grandense (IFSul) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com financiamento da Coordenação de Pessoal de Nível Superior (Capes).

No âmbito do IFG, a seleção para o programa Brafitec envolveu alunos dos cursos de Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica dos câmpus Goiânia e Jataí. Dener é o primeiro estudante do IFG a ser contemplado na seleção, que garante também bolsas para despesas do intercambista durante todo o período na França. Ele afirma que tomou conhecimento da seleção no final de 2017 e desde então se prepara a concorrer no edital. Uma das iniciativas do estudante foi se esforçar para aprender a língua francesa, que é um pré-requisito importante para a participação no programa Brafitec.

Para o aluno, além da nova língua, a contribuição oferecida pelo ensino na área de Engenharia Mecânica do IFG conta bastante para que ele realize o intercâmbio com segurança. “Nosso curso é muito bom, bem avaliado no Enade, o que reflete o empenho dos professores e alunos. Então tenho certeza que toda experiência que passei por aqui me serve como força para conseguir vencer lá”, enfatiza.

Segundo Dener, a oportunidade do intercâmbio ainda na graduação já estava nos seus planos e o IFG tornou o plano possível. “Sempre foi um objetivo meu buscar mais conhecimentos para a minha carreira na Engenharia Mecânica. O sonho dentro de mim sempre existiu. Eu não sabia que o IFG poderia fechar acordos assim, tão grandiosos. Eu tinha a perspectiva de ir para fora, conhecer novas culturas e novos ares. O IFG foi uma ponte que conseguiu me levar até esse sonho. Praticamente, o IFG está realizando esse sonho que é muito peculiar e importante para mim”, afirma o aluno.

Conforme estipula o edital do programa, Dener fará um ano da graduação em Engenharia Mecânica na Escola Superior de Engenharia Sigma Clermont, com a possibilidade de renovação do intercâmbio por igual período. Enquanto isso, ele já faz uma projeção para o que quer no futuro. “Penso atuar nas indústrias de alto padrão. Na cidade (Clermont-Ferrand), temos a matriz daquela indústria de pneus e borrachas, que é a Michelin. Eu penso em fazer estágio lá e expandir para essa área de Engenharia Industrial, fabricação. Vislumbro essa área”, acrescenta.

Dener ao lado de Luciano Perilo, representante local da Coordenação de Relações Internacionais do IFG; professor Sérgio Botelho, gerente de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão e a diretora-geral do Câmpus Goiânia, Maria de Lourdes Magalhães
Dener ao lado de Luciano Perilo, representante local da Coordenação de Relações Internacionais do IFG; professor Sérgio Botelho, gerente de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão e a diretora-geral do Câmpus Goiânia, Maria de Lourdes Magalhães

 

Enquanto o aluno projeta o futuro profissional, ele adianta que já tomou conhecimento da grade curricular ofertada pela instituição francesa e que as disciplinas que mais chamaram sua atenção trabalham com as áreas de empreendedorismo e robótica. Ciente da atuação do Câmpus Goiânia do IFG nesta última área, ele espera trazer mais conhecimento e colaborar com os projetos desenvolvidos no câmpus, com o grupo de robótica institucional, o Gynbot.


Brafitec

O programa Brafitec foi criado em 2002. No âmbito do IFG, sua seleção é realizada por meio da Gerência de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão do Câmpus Goiânia, ofertando oportunidade de intercâmbio a alunos da graduação dos cursos de Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica e Engenharia de Controle e Automação dos câmpus Goiânia e Jataí.

Para o servidor Luciano Perilo, representante da Coordenação de Relações Internacionais no Câmpus Goiânia, o programa é de grande relevância para a vida acadêmica e forma profissionais para além da questão educacional, instruindo também um ser intercultural.

Ele ressalta os impactos positivos trazidos ao setor econômico por meio desse intercâmbio. “A partir do programa Brafitec, que nasceu no seio das universidades, as relações comerciais entre Brasil e França se potencializaram. Economicamente, o impacto do programa teve consequências para além do desempenho acadêmico. Para se ter uma ideia, ele ocupa 7% do orçamento da Capes”, finaliza.

Para acompanhar o lançamento de editais de seleção do programa Brafitec no IFG, os interessados podem acessar o menu de Programas de Intercâmbio inserido na página de Projetos e Programas de Extensão do Câmpus Goiânia.

 

 

Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia.

 

 

Fim do conteúdo da página