Portal do Governo Brasileiro
  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Pronatec

Imprimir

Câmpus celebra certificação de alunas do Programa Mulheres Mil

No último sábado, dia 11, foram certificadas 50 alunas dos cursos de Higienista de Serviços de Saúde, Recepcionista em Serviços de Saúde e Agente de Combate às Endemias do Programa Mulheres Mil/Bolsa Formação do Pronatec ofertado pelo IFG Câmpus Goiânia Oeste. Em 2016, o IFG Câmpus Goiânia Oeste foi o único dentre os câmpus do IFG a ofertar cursos dentro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As aulas ocorreram de novembro de 2016 à março de 2017 na unidade remota do Bairro Jardim Floresta em parceria com o Projeto Portas Abertas.

A solenidade iniciou às 10h com apresentação musical dos alunos do Projeto de Extensão Fazendo Música com Trompete com o professor de artes da música, Alessandro da Costa, e também coordenador adjunto do Pronatec do IFG Câmpus Goiânia Oeste. A mesa diretiva foi formada pela diretora-geral do câmpus, Oneida Cristina Gomes Barcelos Irigon, pela coordenadora-geral do Bolsa Formação/Pronatec do IFG, Patrícia Santiago Vieira, e pelo representante da comunidade do Bairro Jardim Floresta, Paulo César Pereira, professor e antigo reitor do IFG. Além das autoridades presentes na mesa diretiva, também prestigiaram o evento o gerente de qualificação profissional da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Thiago Carrijo, e a assistente social do município e supervisora do programa Mulheres Mil, Maria Helena Kuhner.

Patrícia Santiago, coordenadora-geral do Bolsa Formação/Pronatec do IFG, explicou aos presentes que o Programa Mulheres Mil vai além do oferecimento de cursos de capacitação: “O Programa busca o empoderamento das mulheres para mudar a realidade delas e da família que possuem. Ficamos muito gratos quando ouvimos tantas histórias de mulheres que após o curso voltaram a estudar e hoje muitas delas já concluíram cursos técnicos na modalidade EJA e outras estão concluindo cursos superiores no IFG. O Pronatec envolve várias iniciativas e uma delas é a expansão da Rede Federal de Ensino. Por isso, nosso desejo é que vocês aproveitem as oportunidades de qualificação que o IFG oferece”. Patrícia ainda parabenizou as mulheres presentes por terem perseverado e finalizado o curso mesmo diante das dificuldades em casa e das pesadas jornadas de trabalho.

“Assim como o nome do Projeto da região Noroeste de Goiânia diz, o IFG está de ‘Portas Abertas’ para receber todas vocês, nosso desejo é que esse momento não pare por aqui, que vocês continuem no processo formativo, que não fiquem apenas nos sonhos, que comecem a planejar, sigam em frente e não desistam”, reforçou Oneida Cristina Irigon, diretora-geral do IFG Câmpus Goiânia Oeste. Oneida lembrou que desde 2014 estava em desenvolvimento a parceira do câmpus com o Projeto Portas Abertas do Jardim Floresta e quando surgiu a oportunidade de ofertar estes cursos, a região noroeste foi prioridade. O professor e ex-reitor do IFG, Paulo César Pereira, lembrou a importância do Pronatec como uma porta para que os alunos possam enxergar outras ações e oportunidades do IFG: “O projeto ‘Portas Abertas’ é uma iniciativa de inclusão na região Noroeste e ficamos gratos por essa parceira com o Pronatec porque a educação profissional é um direito do cidadão”.

A aluna do curso de Agente de Combate às Endemias, Elenilde Serejo Cordeiro dos Santos, agradeceu aos professores e a equipe em nome dos alunos e incentivou as certificadas a perseverarem nos estudos: “O meu objetivo é seguir em frente, porque esse curso me despertou e agora quero continuar estudando e ser técnica em enfermagem. Faz 20 anos que parei de estudar, mas desde a infância eu tinha esse sonho e ele foi despertado de novo com o curso. Eu não imaginava que eu chegaria até aqui, esse curso foi precioso, os professores foram escolhidos a dedo, os melhores. Ficava maravilhada como eles chegavam com tanto carinho e dedicação, eu nunca imaginei aprender o que conheci aqui. Eu não quero ser um carro estacionado, eu quero estar em movimento, quero correr atrás e ser uma técnica em enfermagem, é isso que eu quero e eu vou lutar e buscar. Nós mulheres somos persistentes, guerreiras e não temos que ficar apenas pilotando fogão, temos que correr atrás dos nossos sonhos, porque ainda temos muita coisa rica para conhecer. Agradeço a cada professor, a direção, tudo que aprendi nesses meses eu tenho que passar para os meus colegas, para os meus vizinhos, temos que divulgar esse projeto tão rico”.

“O Programa Mulheres Mil tem o objetivo de oferecer formação técnica para mulheres em situação  de vulnerabilidade social, mas compreendemos que sua abrangência vai muito além da formação técnico profissional por que consegue pela metodologia implementada agir de forma imediata, modificando  a realidade das alunas, dando a elas compreensão da sua condição de gênero , resgatando a auto estima e promovendo o empoderamento dentro de suas realidades sociais. A metodologia do Programa foi pensada de maneira a possibilitar reflexão crítica, a compreensão sócio-cultural e a formação  profissional. Sendo o IFG Câmpus Goiânia Oeste um espaço que atende as áreas da Educação e Saúde, sentimos de forma mais concreta a responsabilidade do nosso papel social com relação às comunidades excluídas e nos sentimos gratificadas por podermos prestar o atendimento em parceria com o Projeto Portas Abertas do Jardim Floresta”, ressaltou Martha Manrique, gerente de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (GEPEX) do IFG Câmpus Goiânia Oeste.

Cristina Alves de Andrade, 21 anos, aluna do curso de Recepcionista em Serviços de Saúde destacou como o programa ajudou na valorização das alunas: “Assim como eu, muitas alunas ficavam só em casa, nunca tiveram um emprego ou pararam de trabalhar muito novas porque engravidaram e tinham que cuidar dos filhos pequenos. E o cursou trouxe para a gente valorização, ajudou a melhorar a nossa auto-estima, passamos a nos valorizar como mulher e como pessoa. Com o curso nos sentimos capacitadas para sair e procurar um emprego, e para cuidar de nós”.

“A importância deste curso para mim foi para me profissionalizar, adequar para o mercado de trabalho. Aprendi muito com os professores, foi de grande aproveito tudo que conheci, para mim o curso foi excelente, só tenho a agradecer. Além disso, ele foi de suma importância para nos sentirmos valorizadas, importantes, capaz, preparadas para o mercado de trabalho. Nos sentimos confiantes para voltar ao mercado de trabalho e pleitear uma vaga em uma entrevista, o curso nos trouxe isso, essa preparação, essa capacitação. Eu estava só esperando pegar o certificado para voltar ao mercado com força total. O curso abriu a nossa mente e nos deu gosto pelo estudo, não queremos parar por aqui, queremos estudar mais, profissionalizar, prestar concursos, ir além”, disse Priscilla Ferreira da Luz, 33 anos , aluna do curso Recepcionista em Serviços de Saúde.

Lucivania Dantas Vitor, aluna do curso de Agente de Combate a Endemias também destacou a qualidade dos professores que ministraram o curso: “Esse curso foi muito rico para a gente, todas as alunas comentaram que ele foi rico porque os professores foram excelentes, todos os professores foram ótimos, dedicaram-se muito, cada aula a gente tinha mais vontade de aprender. A gente veio achando que era uma coisa e chegou aqui e descobriu esse projeto tão rico, é algo que vale a pena participar, se tiver outros cursos como esse no setor eu irei fazer, porque o aprendizado que tivemos foi muito valioso, fica na nossa mente para sempre, ninguém pode tirar. Gostei muito da professora Suzy de português, do professor Leandro de Matemática, da Tamiris de enfermagem, a Glaúcia de informática, a Katiane, nem tem como citar porque todos foram ótimos. A psicóloga Eliane também foi maravilhosa, tinha muitas alunas que eram tímidas e que com a aula dela se soltaram, com as dinâmicas feitas as alunas se desenvolveram muito. Todas as aulas foram excelentes, a gente contava no dedo as horas para chegar e fazer as aulas”.

As alunas foram cumprimentadas pela mesa diretiva e receberem individualmente o certificado. A cerimônia foi encerrada com um lanche oferecido aos presentes.

 

Veja mais fotos da certificação no álbum na nossa página oficial no Facebook.


Comunicação Social/Câmpus Goiânia Oeste.

 

Destaques

Banner
Banner
Banner
Banner

Eventos

Comunicados

Horário Funcionamento do Câmpus

A direção-geral do IFG Câmpus Goiânia Oeste informa a comunidade que do dia 20 ao dia 24 de março o câmpus funcionará em horário reduzido, das 8h às 18 h, devido ao período de recesso acadêmico e cumprimento à Portaria 23/12/15 do Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão. A partir do dia 27 de março, segunda-feira, o IFG Câmpus Goiânia Oeste volta a funcionar em horário normal, das 7h às 22h15.

 
Mudança Biblioteca

Leia mais...
 
Horário Funcionamento Setor de Protocolo

Leia mais...
 
Publicação de portaria com a Política de Acompanhamento de Egressos

Leia mais...
 
Número telefônico (62) 3251-9827 não está mais habilitado

 

Leia mais...

Portal do Servidor

Portal do Aluno

Banner
Banner
Banner