Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > IV Feira de Livros do Câmpus Águas Lindas acontece em ambiente virtual
Início do conteúdo da página
FEIRA DO LIVRO

IV Feira de Livros do Câmpus Águas Lindas acontece em ambiente virtual

Criado: Quinta, 31 de Outubro de 2019, 14h31 | Última atualização em Sexta, 01 de Novembro de 2019, 11h29

Por meio das redes sociais, estudantes doaram e escolheram livros, que foram entregues em mãos durante a Secitec

imagem sem descrição.

A Feira de Livros do Instituto Federal de Goiás (IFG) Águas Lindas acontece anualmente e possui como propósito facilitar o acesso à literatura, estimular a leitura e incitar práticas diversas de letramento. Com o objetivo de abranger também o letramento digital, a sua quarta edição aconteceu primordialmente nas redes sociais, sendo denominada iBook.

O funcionamento da IV Feira de Livros se deu da seguinte maneira: por meio da arrecadação de livros entre os dias 14 a 18 de outubro, que se deu no saguão do campus durante os intervalos das aulas, os estudantes deixaram o seu contato para integrar um grupo do whatsapp, onde fizeram a escolha de seu livro entre os dias 23 e 24 de outubro. Então, no dia 25, que foi o terceiro dia da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (Secitec), o livro já estava em mãos.
A professora responsável pela IV Feira do Livro foi Karine Rios, que conta que o evento destacou-se por ter fomentado escritas e práticas discursivas no espaço virtual. “Foi uma experiência desafiadora, por estarmos inovando no formato da feira e, ao mesmo tempo, instigante, divertida e agradável, pelas muitas informações e interações que esse evento, que se deu num espaço fora da sala de aula, oportunizou a todos” declara.
Para a aluna do segundo período do curso superior de licenciatura em Ciências Biológicas, Sandra Regina, o projeto do iBook trouxe valores como solidariedade e afetividade à medida que os livros foram compartilhados. De acordo com a estudante, procurar estratégias que alcance um maior número de participantes mostra-se um desafio, e já se pensa em criar grupos de leitura e troca de experiências para consolidar o iBook como um projeto transformador de vidas. “Dizem que ‘livro lido não enfeita estante, da mesma forma podemos pensar que ‘leitura não compartilhada não enfeita vida’” conclui.

 

Comunicação Social / Câmpus Águas Lindas

Fim do conteúdo da página