Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Secitec tem apresentação de trabalhos e oficinas
Início do conteúdo da página
SNCT

Secitec tem apresentação de trabalhos e oficinas

Criado: Quarta, 31 de Outubro de 2018, 10h00 | Última atualização em Terça, 13 de Novembro de 2018, 11h32

O evento foi realizado ontem, dia 29, durante todo o dia no câmpus

Oficina de capoeira angola
Oficina de capoeira angola

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (Secitec) do IFG câmpus Cidade de Goiás foi realizada ontem, dia 29, com a temática: “Ciência para a redução das desigualdades” com a participação dos estudantes, professores e servidores. A programação incluiu seminário de apresentação dos trabalhos desenvolvidos durante o ano e oficias temáticas.

Pela manhã, a praça dos ipês do câmpus foi o palco para a apresentação dos trabalhos. Por meio de pôsteres e realização de experimentos os estudantes mostraram os diversos projetos que foram desenvolvidos na escola envolvendo ensino, pesquisa e extensão. “Foram de 15 a 20 projetos interdisciplinares e integradores das diferentes áreas de conhecimento. A Secitec é um momento de síntese que apresenta o grande projeto pedagógico produzido na instituição que reflete o que buscamos para a sociedade brasileira: desenvolvimento, integração social e enriquecimento humano”, explica o coordenador do evento, professor José Rogério.

As oficinas foram realizadas no período da tarde com as mais diferentes temáticas. A jornalista Silvia Amélia realizou uma conversa com as estudantes sobre como identificar e se defender de relações abusivas. A estudante do Curso de Artesanato, Mônica, ministrou uma oficina de Braile. “Foi uma experiência muito boa, pude conhecer pessoas novas, interessadas em aprender e se comunicar”. Isabel Cristina, também estudante de Artesanato ministrou a oficina “Detox mental” que promoveu a meditação como uma maneira de se afastar um pouco da tecnologia. O professor Fabrício Cardoso refletiu sobre o esporte como meio de inclusão social. A oficina de capoeira angola integrou os estudantes do IFG com as crianças do Espaço Cultural Vila Esperança, os professores Gustavio (Vila) e Marcelo Jungmann (IFG) promoveram uma roda inclusiva.

O evento foi encerrado à noite com a apresentação da Onomatorquestra no Cine Teatro São Joaquim reunindo participantes da Secitec e do Encontro de Artes.

Comunicação Social Câmpus Cidade de Goiás

 

 

 

 



Fim do conteúdo da página