Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > Presidente da FAPEG participa de debate com a PROPPG no Câmpus Uruaçu
Início do conteúdo da página
pesquisa

Presidente da FAPEG participa de debate com a PROPPG no Câmpus Uruaçu

Criado: Quarta, 22 de Maio de 2019, 14h16 | Última atualização em Terça, 28 de Maio de 2019, 14h10

Autoridades discutiram a regionalização da educação e da pesquisa no estado de Goiás

 

Na noite de ontem, 22, a comunidade acadêmica do Câmpus Uruaçu teve a oportunidade de conversar com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG), Dr. Robson Vieira, e o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação do IFG, professor Dr. Paulo Francinete, sobre a pesquisa científica e inovação no norte do estado de Goiás. A visita das autoridades antecede à Semana de Integração Acadêmica, evento que reúne atividades destinadas a todos os cursos do câmpus.

Os pesquisadores participaram do debate Educação e pesquisa para o desenvolvimento regional, mediado pela Diretora-Geral do Câmpus Uruaçu, professora Ms. Andreia Alves. Vieira foi o primeiro a se dirigir à platéia, em auditório cheio, para agradecer o convite do evento, "especialmente nesse momento que nós, da FAPEG", comenta Viveira, "estamos empenhados na promoção da pesquisa nas regiões que, tradicionalmente, ela é de difícil acesso, como acontece com o norte do estado". 

 "A regionalização da pesquisa no estado é uma das prioridades dessa gestão", afirma Vieira, que assumiu a presidência da FAPEG em fevereiro deste ano. Com esse propósito, o pesquisador anunciou que a Fundação pretende publicar três editais de pesquisa destinados exclusivamente ao interior de Goiás. "A pesquisa não pode ficar só nos grandes centros, que já são agraciados com um desenvolvimento próprio, temos de levar esse desenvolvimento às regiões periféricas", justifica Vieira.

O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação do IFG, em sua fala, destacou o papel fundamental da regionalização na missão e objetivos que fundaram e norteiam as ações da Instituição. "Regionalização", explica o Pró-Reitor, "é levar políticas e ações de desenvolvimento específicas para cada uma das regiões que compõem o território, e essa é a função principal pela qual os Institutos Federais foram criados por todo o Brasil". 

Francinete recorda que, no ato de fundação dos Institutos Federais, "havia pouco mais de cem unidades distribuídas por todo o Brasil. Dez anos depois, nós já somos mais de 600 unidades, levando educação, ciência e inovação para regiões onde as universidades não chegam". O Pró-Reitor ainda ressaltou a importância do diálogo contínuo com instituições como a FAPEG, que pode possibilitar uma série de ações de regionalização da pesquisa que, sozinho, o IFG não seria capaz de implementar. 

Na fala de encerramento, Vieira deixou o convite para que comunidade acadêmica apresente os projetos das ações de pesquisa sendo realizadas no Câmpus Uruaçu. "Estamos aqui porque é do interesse da FAPEG viabilizar as ações de pesquisa que promovam o desenvolvimento de Uruaçu e região, seja no aspecto científico, econômico ou social", declara Vieira. 

 

Semana de Integração Acadêmica

Hoje pela manhã, 22, Robson Vieira participou de atividades da SemInt e conheceu os laboratórios da Instituição. Participou de uma reunião com gestores e pesquisadores do câmpus e conheceu as ações de alguns projetos de pesquisa sendo desenvolvidos, como o grupo de estudos em robótica, o grupo de pesquisa de questões étnico-raciais e o projeto Meninas Cientistas. 

A SemInt se propõe a integrar os diferentes eixos tecnológicos do câmpus e suas respectivas áreas, pensando um conjunto de atividades que contemplam todos os cursos. São palestras, mesas-redondas, oficinas, minicursos e apresentações culturais, que ocorrerão de 22 a 25 de maio. 

 

Coordenação de Comunicação Social/Câmpus Uruaçu.

Fim do conteúdo da página