Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Últimas Notícias > “Por quê é importante a prevenção?”, pós-doutora em IRAS a professora Paula Regina explica durante live as respostas que cercam o tema
Início do conteúdo da página
IRAS IFG/MS

“Por quê é importante a prevenção?”, pós-doutora em IRAS a professora Paula Regina explica durante live as respostas que cercam o tema

Criado: Segunda, 03 de Agosto de 2020, 18h03 | Última atualização em Quarta, 09 de Setembro de 2020, 16h30

Na última sexta-feira,31 de julho, teve live do grupo IRAS IFG/MS. Não viu? Então, acesse o canal no YouTube: www.youtube.com/channel/UCS5jc_8Jdom_SSNu25djWfg?view_as=subscriber 

imagem sem descrição.

"... então, eu tenho uma série de fatores que vai levar este micro-organismo até o indivíduo", explica logo no início da live a professora da Universidade de Brasília (UnB) Paula Regina Hermann, Pós-doutora na temática Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS). A palestra via Google Meet ocorreu na última sexta-feira,31 de julho, e faz parte das ações do grupo de pesquisa conhecido como IRAS IFG/MS.

A professora Paula destaca que o termo "infecção hospitalar" era o usado até a década de 90, e que atualmente passou a ter a nomenclatura de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde, uma vez que a assistência e as infecções estão muito além dos hospitais. Entre os locais que se podem relacionar as IRAS, temos: hospitais, atendimento pré-hospitalar, Unidade de Pronto Socorro (UPA), clínicas de odontologia, atendimento ao domicílio e clínica de estética.

Sobre as IRAS, a professora aponta sobre o surgimento:
1- a existência do agente infeccioso;
2- este micro-organismo de alguma forma chegar até o indivíduo;
3- o modo como esta pessoa vai responder a invasão, se for de forma adequada, não ocorre a infecção, do contrário, sim para o caso da pessoa ser um hospedeiro suscetível.

Sobre o assunto, Regina detalha: "Então, eu tenho uma série de fatores que vai levar este micro-organismo até o indivíduo" e, completa: "a infecção vai ocorrer naqueles indivíduos que estão mais suscetíveis, porque todos temos sistema imunológico e ele vai trabalhar no sentido de combater esta infecção".

 

IRAS IFG/MS
Esta ação periódica de lives na área de saúde pelo Google Meet, está dentro das atividades do grupo de pesquisa: “Estudo multicêntrico de avaliação epidemiológica das infecções bacterianas relacionadas à assistência à saúde, em usuários da saúde diagnosticados ou não com COVID-19, pelo monitoramento digital no âmbito das comissões de controle de infecções hospitalares”, também, é conhecido de forma abreviada apenas como IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde).

O projeto é executado pelo Instituto Federal de Goiás (IFG) e financiado pelo Ministério da saúde. O principal objetivo é disponibilizar uma ferramenta de cruzamento de dados junto as Comissões de Controle de Infecção Hospitalar- CCIH (setor presente dentro dos hospitais). Inicialmente, serão beneficiados 20 hospitais, localizados em São Paulo e em Goiás. Com este software a ser fornecido e devidamente personalizado, espera-se a redução nos casos de infecção durante a assistância entre outras soluções.

Pessoal, outras lives com especialistas de diversas instituições pelo Brasil, na temática saúde, já foram realizadas. Mas não tem problema! Gravamos tudo e disponibilizamos no canal do YouTube IRAS IFG/MS. Vamos assistir?

www.youtube.com/channel/UCS5jc_8Jdom_SSNu25djWfg?view_as=subscriber 


Coordenação de Comunicação Social/Câmpus Valparaíso

 

 

 

Fim do conteúdo da página