Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
JIF CENTRO-OESTE

Disputas acirradas no atletismo, judô, natação e tênis de mesa

Equipes se dividem entre o Clube Ferreira Pacheco e a pista de atletismo da UFG. Clima de amizade dentro e entre as delegações se consolida

  • Publicado: Sexta, 31 de Agosto de 2018, 17h45
  • Última atualização em Quinta, 20 de Setembro de 2018, 14h17
Competição de judô teve início hoje no Clube Ferreira Pacheco

O segundo dia de competições da Etapa Centro-Oeste dos JIF 2018 foi marcado pelo início das competições de atletismo, judô, natação e tênis de mesa. As atividades foram realizadas no Clube Sesi Ferreira Pacheco e na Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Goiás (UFG), nesta sexta-feira, 31.

Praticante de atletismo desde criança, o atleta da equipe do Instituto Federal de Goiás (IFG), João Schwingel, conta que esse ano não veio aos JIF para brincadeira e espera repetir os resultados conseguidos na etapa local dos Jogos. “Na fase anterior eu fui ouro na prova dos 800 metros, prata no salto e bronze no revezamento”, relata.

De acordo com o atleta, o foco é repetir o bom desempenho na disputa dos 800 metros. Para isso, desde a etapa local, a rotina de treinos foi intensificada com corridas diárias e treinamentos até no período de férias. “Meu objetivo é seguir para o (JIF) Nacional”, afirma.

Também veterana na prática de corrida, a atleta do Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT), Sara Fernandes, corre desde os oito anos de idade e já participou de competições estaduais, mas esta é a primeira vez que corre em uma edição do JIF. A estudante competiu nas provas de 100 e 200 metros e revezamento 4 x 100 metros. “Para a fase local fiz um treino mais leve, mas com a classificação passei a treinar de segunda à sexta-feira, duas horas por dia, e com corridas de pelo menos 25 minutos durante os finais de semana”, explica.

Já para competir e garantir um bom desempenho nas provas de judô, os atletas do Instituto Federal Goiano (IF Goiano), Lucas Rodrigues e Kaique Augusto da Silva, seguem firmes desde os treinos da edição do ano passado dos JIF, quando iniciaram a prática do esporte. Os alunos treinam com uma frequência mínima de três vezes por semana e às vezes praticam fora do horário do Campus. “A expectativa é grande, mas a realidade pode ser diferente, ainda que a vontade de ganhar seja grande demais”, pondera Lucas sobre a vontade de seguir para a fase nacional dos Jogos.

Integração

Já no segundo dia do JIF é fácil perceber que o clima de amizade já está prevalecendo dentro e entre as equipes. Além de disputas, o evento é uma possibilidade para que os estudantes se conheçam e vivam a troca de experiências.

Desde o início do evento, João conta que já conheceu alunos de diversos Institutos e que a afinidade foi maior com os atletas do IFMT. “É muito legal ver que outros estudantes, de outros locais acabam vivendo uma realidade bem parecida com a sua”, conta.

Já para Sara, além das amizades com as outras delegações, o momento é importante também para conhecer as pessoas da sua própria instituição, umas vez que nesta etapa muitos estudantes jogam com colegas de Instituto que antes não se conheciam. “O legal é que antes a gente era concorrente, agora temos que trabalhar como uma família”, avalia.

 
Cobertura Especial para o JIF 2018 - Etapa Centro-Oeste.

Fim do conteúdo da página