Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
esporte e ensino

Câmpus apresenta um esporte diferente aos estudantes, a ORIENTAÇÃO

Criado: Quarta, 19 de Setembro de 2018, 11h35 | Última atualização em Sexta, 19 de Outubro de 2018, 08h33

Um esporte no qual os participantes usam apenas mapas e bússolas

Diferente, mas também divertido e emocionante, a Orientação é praticada no Brasil desde 1970. Para que os estudantes dos primeiros anos dos cursos técnicos integrados ao ensino médio tenham contato com esse esporte, a professora de Geografia do Câmpus Luziânia, Luiza Barreira, realiza a Clínica de Orientação, neste sábado, 22 de setembro, das 7h às 12h.

“Esta é uma oportunidade para os alunos aprenderem a ler mapas e usarem a bússola, além de terem contato com o esporte”, afirmou a professora Luiza.

Realizada em parceria com o Clube de Orientação Serra dos Cristais (Cosec), Federação de Orientação de Goiás (FOG) e Confederação Brasileira de Orientação (CBO), a Clínica de Orientação no Câmpus Luziânia terá como instrutor o diretor-geral do Campeonato Brasileiro de Orientação, Marcos Antônio Paulino de Almeida.

 

Entenda o esporte

Orientação é um esporte cujo objetivo é percorrer uma determinada distância em terreno variado e desconhecido, em que o atleta tem que passar obrigatoriamente por determinados pontos no terreno (postos de controle) descritos em um mapa, dado a cada concorrente. O atleta pode utilizar apenas o mapa e uma bússola para se orientar.

São fatores determinantes a capacidade de leitura do mapa e a rapidez em se orientar dos participantes, bem como o tempo gasto para percorrer o trajeto.

Podem ser diversos os percursos e as características do terreno, como areia, florestas mais ou menos densas, relevos acidentados, etc. O esporte pode ser praticado individualmente, em equipe ou revezamento.

 

Curiosidade

A história da Orientação no Brasil começou em 1970, quando alguns militares foram a Europa observar as competições de Orientação. Em 1971, o Coronel Tolentino Paz, pioneiro na Orientação, organizou as primeiras competições militares no Brasil. Já em 1974, o esporte Orientação foi incluído no currículo da Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx) e passou a ser uma disciplina obrigatória. Nesta Escola, no mesmo ano, foi editada a primeira publicação técnica brasileira sobre o esporte Orientação.

 

Coordenação de Comunicação Social / Câmpus Luziânia.

Fim do conteúdo da página