Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página

O que há de novo na Biblioteca

Criado: Segunda, 20 de Março de 2017, 16h24 | Última atualização em Segunda, 12 de Novembro de 2018, 21h38
 

  O que há de novo

 

 

            

BARBOSA, Walmir; SOUZA, Ruberley Rodrigues de; MORAIS, Mara Rúbia de Souza Rodrigues (Org.). Instituto Federal de Goiás: história, reconfigurações e perspectivas. Goiânia: IFG, 2016. 3 v. (Coleção Instituto Federal de Goiás : história, reconfigurações e perspectivas). Bibliografias : 208 - 210. ISBN9788567022109.

 Resumo

Conjunto de textos que proporcionam olhares críticos sobre a constituição da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e sobre a trajetória do Instituto.

MICHAEL, Heinrich. Karl Marx e o nascimento da sociedade moderna: biografia e desenvolvimento de sua obra. São Paulo: Boitempo, 2018. 1. v. Inclui bibiografia p. 432 - 460. ISBN 9788575596289.

Resumo

Fruto de uma pesquisa inteiramente nova em arquivos pouco conhecidos, mesmo do público alemão, a obra é uma biografia que leva a revisão profunda de vários aspéctos de duas dimissões (vida e obra) de Marx. 

SEGATO, Rita Laura. Santos e daimones: o politeísmo afro-brasileiro e a tradição arquetipal. 2. ed. [S.l.]: BRASILIA: Ed. UnB, 2005. 515p., 21 cm. Bibliografia: p. [489]-515. ISBN 8523008225 (broch.).

 Resumo

Santos e Daimones' é um referencial aos estudos afro-brasileiros e uma contribuição à psicologia clínica. Desvenda a etnopsicologia da tradição africana no Brasil. Crítica dos valores da sociedade nacional brasileira à luz da mitologia afro-brasileira, tal como é narrada e utilizada pelos membros do culto. Analisa pilares da tradição,  concepção do sistema de gênero, premissas filosóficas irredutíveis aos essencialismos característicos do Ocidente e peculiar subversão do patriarcado.

VEIGA, José J. Sombras de Reis Barbudos: romance. 20.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994. 136 p. ISBN 9788528603132.

 Resumo

Publicado pela primeira vez em 1972, Sombras de reis barbudos foi tido como alegoria do regime militar brasileiro, ao contar a história de uma cidade que recebe a Companhia Melhoramentos de Taitara, símbolo da modernidade. Aos poucos, porém, a empresa impõe uma rotina tirânica aos moradores. 
O leitor pode agora atestar por si só por que José J. Veiga é considerado um dos melhores autores brasileiros do século XX.

ZUSAK, Markus. A menina que roubava livros. Tradução de Vera Ribeiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2010. 480 p., il. ISBN 9788598078175.

 Resumo

Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O Manual do Coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes.

 

 

Fim do conteúdo da página