Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
EDUCAÇÃO

IFG participa de criação de Frente em defesa das IES públicas goianas

Criado: Quinta, 04 de Março de 2021, 15h20 | Última atualização em Quinta, 08 de Abril de 2021, 09h58

Institutos federais, universidades, sindicatos e associações se unem para combater o desmonte da educação pública

imagem sem descrição.

O Instituto Federal de Goiás (IFG) participou na noite desta quarta-feira, 3 de março, de reunião com o objetivo de discutir e criar uma Frente em Defesa das Instituições Públicas de Ensino Superior de Goiás. A iniciativa tem o objetivo de construir ações conjuntas entre universidades e institutos públicos goianos, sindicatos e associações para combater o desmonte da educação pública.

“O maior patrimônio que nós temos no Brasil são as nossas instituições de ensino superior. E vivemos um momento em que um projeto social, econômico, político, ideológico e cultural se afirma impondo um processo de recolonização das nossas estruturas econômico-sociais”, alertou o professor do IFG, Walmir Barbosa.

Como destacou o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior de Goiás (SINT-IFESgo), Fernando Cesar da Silva: “estamos tentando pensar maneiras de ampliar o diálogo com vereadores, deputados estaduais e senadores de Goiás em defesa da educação. Gostaríamos também de envolver os prefeitos”.

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), professor Edward Madureira Brasil, chamou a atenção para uma pauta urgente a ser tratada pela Frente: a votação, nesta quinta-feira (4), da Proposta de Emenda à Constituição nº 186/2019 (PEC 186), que retira os pisos para investimento em saúde e educação. O reitor da UFG estará em Brasília nesta quinta-feira, para realizar articulações, junto a parlamentares, com o objetivo de barrar a PEC. A vice-reitora da UFG, Sandramara Matias Chaves, alertou que a PEC causará impactos negativos nas políticas de assistência estudantil.

 

Próximo encontro

A próxima reunião do grupo ocorrerá na próxima quinta-feira, 11 de março, às 17 horas. Nela, será apreciado o documento-base com as principais pautas comuns a serem defendidas e a data de lançamento da Frente.

Como primeira ação, será elaborado um documento com a apresentação das principais pautas da Frente, que reúne uma grande diversidade de entidades.

 

Participaram da reunião os representantes das seguintes organizações:

Universidade Federal de Goiás (UFG)

Universidade Federal de Jataí (UFJ)

Universidade Federal de Catalão (UFCat)

Instituto Federal Goiano (IFGoiano)

Instituto Federal de Goiás (IFG)

Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior de Goiás (Sint-Ifesgo)

Diretório Central dos Estudantes da UFG (DCE UFG)

Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG)

Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes)

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Audfg-Sindicato)

Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Goiás (Adueg)

União Nacional dos Estudantes (UNE)

Diretório Central dos Estudantes do IFG (DCE/IFG)

União Estadual dos Estudantes (UEE)

Associação de Pós-graduandos da UFG

União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes)

Associação de Egressos da UFG

Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - Seção Sindical da Universidade Federal de Jataí (Andes Adcaj)

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe)

Sindicato dos Trabalhadores em Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica – Goiás (Sintef-GO)

 

 

Diretoria de Comunicação Social/Reitoria com informações da Secom UFG.

 

Fim do conteúdo da página