• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Patrimônio

Imprimir

Restauro do pórtico alusivo ao Batismo Cultural de Goiânia é tema de reunião entre Iphan e IFG

Reunião entre o IFG e o Iphan discute preservação de patrimônio tombado no Câmpus GoiâniaNa manhã desta segunda-feira, o reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG), professor Jerônimo Rodrigues da Silva, recebeu representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan/Goiás) para tratar do restauro e da conservação do pórtico alusivo ao Batismo Cultural de Goiânia. O pórtico, que faz parte do Câmpus Goiânia, foi tombado em 2003 e integra o acervo arquitetônico e urbanístico Art Déco da capital.

As obras de restauro e conservação do pórtico  são uma necessidade, ao passo que questões técnicas do diagnóstico da edificação têm sido um entrave ao projeto e realização das obras. “Precisamos do suporte de especialistas em restauro e conservação  já na fase de diagnóstico da estrutura e antes mesmo da concepção do projeto das obras. Nessa fase são necessários equipamentos específicos que o IFG não possui”, destacou o diretor de Projetos e Infraestrutura da Reitoria do IFG, Ricardo de Alcântara.

Para a coordenadora técnica do Iphan Goiás, Beatriz Santana, o pórtico é uma instalação simbólica e o IFG possui um acervo cultural arquitetônico importante para Goiânia que, assim como outros edifícios tombados na cidade, possui problemas recorrentes, a exemplo de infiltrações e problemas na fundação. “O nosso papel é enviar o relatório de diagnóstico e cobrar das instituições. É preciso pensar em uma obra de restauração completa, para que o patrimônio tenha as melhores condições possíveis, em sua originalidade”, disse a coordenadora técnica do Iphan Goiás.


Encaminhamento

Como encaminhamento da reunião, o reitor Jerônimo Rodrigues sugeriu uma agenda entre as áreas técnicas das duas instituições, além da área de administração do IFG, para que seja fechado um cronograma de trabalho. Ficou acertada a realização de uma reunião na próxima quarta-feira, dia 29 de março, às 14 horas, no local do pórtico no Câmpus Goiânia. De acordo com o diretor de Projetos e Infraestrutura do IFG, Ricardo de Alcântara, esse cronograma precisará apresentar os prazos para o diagnóstico, para o projeto e a execução.

O diretor-geral do Câmpus Goiânia,  Alexandre Silva Duarte, participou do encontro e se reunirá com os professores do Departamento de Áreas Acadêmicas 3 para tratar da questão e verificar a possibilidade de participação desses professores no processo de restauro e conservação do pórtico.

Também participaram da reunião, o pró-reitor de Administração do IFG, Ubaldo Eleutério; a arquiteta da Diretoria de Projetos e Infraestrutura da Instituição, Sueli Souza e por parte do Iphan Goiás, as arquitetas Dafne Mendonça e Wanessa Corrêa e o engenheiro  João Valadares.


História

Fotografia antiga do pórtico que fica na entrada lateral do Câmpus GoiâniaEm  2003 o edifício do que era, à época, o Centro Federal de Educação Tecnológica de Goiás (CEFET-GO) foi tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como um bem isolado e edifício público que compõe o acervo arquitetônico e urbanístico Art Decó da cidade de Goiânia. Dentro do IFG, foram tombados: o pórtico alusivo ao Batismo Cultural de Goiânia, o pavilhão com as salas de aulas dos blocos 100 e 200 e o Teatro do IFG.


Diretoria de Comunicação Social/Reitoria.