Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
EDUCAÇÃO SUPERIOR

IFG recebe nota 4 no Índice Geral de Cursos do MEC e integra a lista das melhores instituições de ensino do país

Publicado: Terça, 09 de Abril de 2024, 12h03 | Última atualização em Sexta, 14 de Junho de 2024, 11h11

Dados do Índice Geral de Cursos e outros indicadores foram divulgados pelo Inep na semana passada

 

O Instituto Federal de Goiás (IFG) recebeu nota 4 no Índice Geral de Cursos (IGC) divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC). A nota do IGC varia de 1 (baixo) a 5 (muito alto); as notas 4 e 5 são consideradas indicadores de excelência, enquanto a nota 3 indica qualidade satisfatória. Com a nota de excelência recebida, o IFG se consagra como uma das instituições que integra a lista das melhores do país. Os dados foram divulgados na terça-feira, 2 de abril, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Além da publicação desses resultados, outros dois Indicadores de Qualidade da Educação Superior foram divulgados pelo Inep e podem ser conferidos aqui. Esses indicadores estão diretamente relacionados ao ciclo avaliativo do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2022. 

 

Como o cálculo é realizado

O cálculo do IGC é realizado anualmente e leva em conta o aumento da média dos Conceitos Preliminares de Curso (CPC) do último triênio, relativos aos cursos avaliados da instituição, ponderada pelo número de matrículas em cada um dos cursos computados; a média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) na última avaliação trienal disponível, convertida para escala compatível e ponderada pelo número de matrículas em cada um dos programas de pós-graduação correspondentes, conforme os dados oficiais da CAPES e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

Como o IGC considera o CPC dos cursos avaliados no ano do cálculo e nos dois anos anteriores, sua divulgação refere-se sempre a um triênio, compreendendo todas as áreas avaliadas previstas no Ciclo Avaliativo do Enade. No IFG, o IGC apresentou um aumento em 2021 em relação aos três anos anteriores: em 2021, o IGC foi 4, sendo que em 2017, 2018 e 2019 foi 3. E no ano de 2022, a Instituição manteve a nota 4. 

Para o cálculo dos índices, foram considerados o desempenho do curso, a estrutura da instituição de ensino, a formação dos professores, estudantes e os dados da pós-graduação. Para a atribuição da nota do IFG, os cursos de graduação avaliados em 2022 e que tiveram a nota levada em consideração foram os cursos superiores de Tecnologia em Logística, do Câmpus Anápolis, e o Bacharelado em Turismo, do Câmpus Goiânia. O primeiro foi avaliado com nota 4; e o segundo foi avaliado pelo Inep com a nota 3.

De acordo com a Pró-Reitora de Ensino do IFG, professora Maria Valeska Viana, o IFG foi muito bem avaliado nos índices que compõem o IGC: “mesmo tendo apenas dois cursos superiores avaliados, os dados foram muito positivos e refletem o compromisso institucional com a oferta de cursos com qualidade socialmente referenciada e que promovem o acesso aos conhecimentos historicamente construídos e vinculados ao mundo do trabalho”.

 

Instituições públicas federais

Segundo o Inep, “entre as instituições públicas federais, 94 das 111 avaliadas obtiveram IGC 4 ou 5 e nenhuma ficou nas faixas 1 e 2 do indicador. O número de instituições comunitárias nas faixas 4 e 5 passou de 31 para 39 entre 2018 e 2022”.

Os indicadores nacionais divulgados pelo Inep abrangem uma amostra de 7.569 cursos com o IDD calculado; 8.934 cursos com CPC; e 1.998 instituições avaliadas com o IGC. De acordo com o órgão, “Os resultados mostram uma tendência de crescimento no número de docentes com mestrado e doutorado nas instituições de ensino, além de uma avaliação positiva, pelos estudantes, das condições de oferta dos cursos de graduação, vinculadas à organização didático-pedagógica, à infraestrutura e instalações físicas e às oportunidades de ampliação da formação acadêmica e profissional.”

 

Acesse mais informações sobre os indicadores divulgados pelo Inep: https://www.gov.br/inep/pt-br/assuntos/noticias/indicadores-de-qualidade-da-educacao-superior/divulgados-os-resultados-do-idd-cpc-e-igc 

 

 

Diretoria de Comunicação Social / Reitoria com informações do Ministério da Educação e da Assessoria de Comunicação Social do Inep.

Fim do conteúdo da página