Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Aluno > IFG > Últimas notícias > Minuta das Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio Integrado do IFG é discutida nos câmpus
Início do conteúdo da página
Cursos técnicos

Minuta das Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio Integrado do IFG é discutida nos câmpus

Departamentos de áreas acadêmicas dos câmpus têm até o dia 31 de março para enviar formulário com as contribuições ao documento

imagem sem descrição.

 

A minuta das Diretrizes Curriculares e Organização Didático-Pedagógica para o Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do Instituto Federal de Goiás tem sido objeto de discussão nos planejamentos pedagógicos realizados pelos Departamentos de Áreas Acadêmicas no início do ano letivo de 2020, no IFG.  A minuta do documento foi construída pelo Grupo de Elaboração do GTE das Diretrizes Curriculares do Ensino Médio Integrado, um coletivo que vem desenvolvendo trabalhos desde o início de 2018. Esse grupo foi constituído em maio de 2019 e conta com representantes da Câmara de Ensino, do Fórum dos Cursos Técnicos Integrados, da Comissão Ampliada do GTE das Diretrizes Curriculares do Ensino Médio Integrado do IFG, da Pró-Reitoria de Ensino, da Pró-Reitoria de Extensão e Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação.

A metodologia adotada para conduzir a elaboração das colaborações da comunidade acadêmica e da minuta do documento foi aprovada na Câmara de Ensino. Os colegiados dos departamentos de áreas acadêmicas, com o auxílio das comissões locais do GTE das Diretrizes Curriculares do Ensino Médio Integrado do IFG, devem debater a minuta do documento construído e consolidar as contribuições em formulário eletrônico encaminhado às chefias dos departamentos. A data para envio desse formulário para a Proen foi estendida para o dia 31 de março, em função das solicitações feitas pelos departamentos, a fim de possibilitar mais tempo para discussão da minuta.

De acordo com a diretora de Políticas de Educação Básica e Superior da Pró-Reitoria de Ensino, Maria Valeska Lopes Viana, as contribuições deverão seguir os seguintes critérios: atendimento aos princípios teóricos e epistemológicos do currículo integrado e da formação integral; atendimento às características específicas da oferta de educação profissional integrada ao ensino médio; atendimento às legislações institucionais e nacionais, especialmente às Diretrizes Indutoras para a Oferta de Cursos Técnicos integrados ao Ensino Médio na Rede Federal; atendimento da perspectiva institucional.

As contribuições enviadas pelos Departamentos de Áreas Acadêmicas serão validadas, posteriormente, no âmbito da Câmara de Ensino, algo que deve ocorrer na primeira quinzena de abril deste ano. Em seguida, será realizada a plenária das Diretrizes Curriculares e Organização Didático-Pedagógica para o Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do Instituto Federal de Goiás, para aprovação do documento. Participarão dessa plenária, a ser realizada no início do mês de maio, os representantes do Fórum dos Cursos Técnicos Integrados, a Câmara de Ensino e representantes das áreas de formação básica dos câmpus. Por fim, o documento passará pela chancela do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepex) e do Conselho Superior (Consup). “O objetivo é que o documento possa começar a vigorar na Instituição a partir de 2021”, destacou a professora Maria Valeska Lopes Viana.

 

Percurso da discussão

Os trabalhos para a elaboração das Diretrizes Curriculares e Organização Didático-Pedagógica para o Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do Instituto Federal de Goiás têm sido realizados desde 2018, com a presença de representantes dos câmpus da Instituição. Toda a discussão tem sido articulada com ações que foram e são desenvolvidas nos câmpus em relação aos Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPCs). Nesse percurso, três comissões foram constituídas e atuaram de maneira articulada para elaborar a minuta das diretrizes.

A coordenação dos trabalhos está sob a responsabilidade da diretora de Políticas de Educação Básica e Superior da Proen, Maria Valeska Lopes Viana. A minuta do documento que está sendo discutida foi elaborada a partir dos marcos regulatórios legais que fundamentam a organização da educação escolar brasileira e da Educação Profissional Técnica em Nível Médio, como a LDB 9.394/96, o Plano Nacional de Educação, a Lei 11.892/2008 e a Resolução CNE nº 06/2012, dentre outros documentos. Como destaca Maria Valeska, “foram considerados, ainda, a atual organização do ensino médio integrado à educação profissional no IFG e os conceitos e categorias matriciais que subsidiam a oferta da educação profissional na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica”.

Segundo a Pró-reitora Oneida Irigon, “essa discussão coletiva é motivo de muita alegria, pois temos por concepção que todos os nossos documentos têm que ser discutidos amplamente com toda comunidade acadêmica”. Como ressaltou a docente, “a aprovação do documento, a partir dessas discussões, com certeza, trará aos estudantes e servidores a materialização de uma proposta inicial de currículo integrado, que busca articular ensino, pesquisa e extensão, mas, principalmente, teremos como visão uma sociedade que inclui, que reconhece a diversidade, que valoriza os sujeitos e sua capacidade de produção da vida, assegurando direitos sociais plenos”.

 

Diretoria de Comunicação Social da Reitoria.

 

 

 

 

Notícias (Aluno)

NOTA PÚBLICA

16/03/2020 20h06

NOTA PÚBLICA

15/03/2020 19h26

NOTA PÚBLICA

13/03/2020 18h45

Fim do conteúdo da página